A Inteligência Artificial vem tomando espaço em todos os setores e influenciando o mercado e a competitividade das empresas, e isso é só o começo.

Mas passa pela cabeça de muitas pessoas que a Inteligência Artificial tomará conta do homem, e não mais o homem tomará conta da Inteligência Artificial.

Muitos acreditam que perderão seus empregos e serão substituídos por máquinas, e muitos temem que seus negócios sejam extintos. Será que isso é verdade?  

O fato é que a Inteligência Artificial, apesar de ser temida por alguns, vêm contribuindo para o desenvolvimento da sociedade.

Você já pensou na quantidade de funções que poderiam ser automatizadas evitando o retrabalho e que permitisse a você gastar seu tempo com coisas mais importantes em seu trabalho, permitindo um desenvolvimento mais acelerado de seus negócios?

É desse tipo de vantagem competitiva que vamos tratar neste artigo, apontando alguns exemplos de como a Inteligência Artificial pode ser aplicada em determinados setores.

 

Inteligência Artificial no Setor da Saúde

O setor de saúde é um dos que já se beneficia com o uso da Inteligência Artificial.

A tecnologia é capaz de gerenciar os dados e a logística, pode auxiliar na prevenção e detecção de doenças e na identificação dos tratamentos mais adequados.

Hoje já existe o primeiro equipamento que foi aprovado pela Foods and Drugs Administration (FDA, na sigla em inglês) baseado em inteligência artificial que faz um exame e emite o diagnóstico sem necessidade de análise médica.

Isso não quer dizer que os médicos perderão o seu emprego, e sim que eles terão mais tempo para passar com os seus pacientes e poder atender uma demanda maior, eliminando atividades burocráticas e rotineiras.

 

Inteligência Artificial no Setor da Logística e Transporte

Carros autônomos ou autodirigidos parece coisa do futuro, mas já é algo que está em fase avançada de desenvolvimento.

Em breve veremos no mundo todo automóveis que são capazes de se deslocar apenas com a Inteligência Artificial, sem a necessidade do ser humano para dirigir o automóvel.

Portanto, os veículos autônomos serão capazes de fazer entregas, transportar produtos e materiais, deslocar pessoas e outras atividades ligadas ao setor da Logística e Transporte.

Isso fará com que as empresas de logística e transporte tenham uma redução nos seus custos e aumentará a eficiência (já que a Inteligência Artificial não precisa parar para comer, descansar e fazer as demais necessidades básicas do ser humano).

Em alguns lugares dos Estados Unidos os carros autônomos já são realidade e estão disponíveis para a população. A Waymo, uma subsidiária do Google, vem desde 2009 aprimorando essa tecnologia e lançou o serviço de táxi autônomo em novembro de 2018 em algumas cidades do país do Tio Sam.

Inteligência Artificial nas Instituições Financeiras

A geração de dados nas Instituições Financeiras é algo que aumenta de forma exponencial, portanto esse grande volume de dados complexos a serem analisados se torna quase impossível de ser feito por um ser humano, porém não para a Inteligência Artificial.

A Inteligência Artificial é capaz de analisar esses grandes volumes de dados, podendo extrair até sentimentos e informações complexas.

Isso permite que as instituições financeiras tenham uma melhor compreensão das expectativas, intenções e necessidades dos consumidores, bem como prever os padrões do mercado.

 

Inteligência Artificial no Atendimento ao Cliente

Os Chatbots vem revolucionando o Atendimento ao Cliente.

Em alguns casos é possível automatizar até 100% do processo de atendimento ao consumidor, graças ao uso da aprendizagem de máquina – Machine Learning – e redes neurais. Os assistentes virtuais são capazes de receber perguntas e respostas, analisar e por fim entregar uma resposta ao consumidor.

Isso traz uma grande redução de custos para as empresas que necessitam deste serviço, aumenta a eficiência eliminando o tempo de espera do cliente, além de manter um padrão de atendimento e de nível de experiência do usuário.

 

Inteligência Artificial na Agricultura

O uso da Inteligência Artificial contribui para a produtividade e eficiência no setor agrícola.

Robôs auxiliam nas pulverizações que avaliam as condições das plantações e executam os trabalhos de preparação e tratamento da terra para seu cultivo.

Isso pode gerar grande vantagem competitiva entre os agricultores que ainda não aplicam a Inteligência Artificial em seus negócios, graças a eficiência e redução dos custos.

A aplicação de anti-pragas/agrotóxicos e indicações de pontos de colheita de safras, também são áreas em que a Inteligência Artificial ocupa um importante espaço.

 

Inteligência Artificial no Marketing

A Inteligência Artificial possui um papel importante na área de Marketing.

Já é possível prever o comportamento do consumidor, automatizar o atendimento ao consumidor (como já citamos acima), automatizar o gerenciamento de comunidades e redes sociais, recomendações personalizadas e até a precificação de produtos, são funções que a Inteligência Artificial vem fazendo toda a diferença e permitindo que essas funções sejam realizadas com sucesso.

Pensando em todas essas funções sendo realizadas de forma automatizada, sem a necessidade do retrabalho e de forma muito mais rápida que se fosse realizada por um ser humano, já conseguimos pensar nas vantagens competitivas que isso gera.

Inteligência Artificial na Área de Recursos Humanos (RH)

As soluções em Inteligência Artificial irão impactar diretamente em profissionais de Recursos Humanos e modificar diversos processos.

Um exemplo é a substituição de atividades repetitivas e manuais antes feitas por mão de obra humana e que passarão a ser automatizadas, obrigando os colaboradores a focar em outras funções mais estratégicas.

Outra vantagem da tecnologia é agilizar os processos de adaptação à cultura organizacional e treinamento de funcionários recém-contratados.

Os profissionais de recursos humanos precisarão também trabalhar em conjunto com outros departamentos para auxiliar na implementação e gerenciamento dos impactos da Inteligência Artificial dentro das empresas, tanto no aspecto operacional quanto cultural.

Segundo Odilon Costa, essas são as dicas do Gartner para fazer a adoção correta dessa poderosa ferramenta:

  1. Prepare-se – A maioria das organizações não está bem estruturada para implementar AI. Isso ocorre porque não possuem habilidades internas em Ciência de Dados e planejam confiar plenamente em provedores externos para preencher a lacuna. Cerca de 53% das organizações classificaram suas capacidades de explorar dados como “limitadas” ;
  2. Gere valor para os negócios – Comece avaliando a relevância da inteligência artificial para os mais importantes resultados de seu negócio, criando novas capacidades orientadas por dados, assim como uma nova visão em relação aos desafios operacionais e de TI específicos. Muitas organizações se tornam fãs das capacidades de AI, mas no processo elas falham em determinar os fatores estratégicos que podem gerar real valor;
  3. Explore o potencial revolucionário na experiência do cliente – A inteligência artificial apresenta oportunidades únicas para ganhar insights e criar personalização. Até 2020, 25% dos serviços aos clientes e operações de apoio integrarão assistentes virtuais com tecnologia inteligente em todos os canais de engajamento;
  4. Aborde impactos organizacionais, de governança e tecnológicos – Tenha como foco desenvolver uma cultura orientada por dados, habilidades em ciência de dados e a capacidade para “falar sobre dados” de uma perspectiva de negócios;
  5. Concentre-se em ampliar a capacidade das pessoas, não em substituí-las – Os grandes avanços tecnológicos são frequentemente associados à redução de pessoal. Os benefícios mais transformadores da AI, no curto prazo, resultarão da sua utilização para permitir que funcionários possam se dedicar a atividades de maior valor;
  6. Escolha soluções transparentes – Projetos de AI geralmente envolvem software ou sistemas de provedores de serviços externos. É importante que algumas informações sobre como as decisões serão alcançadas estejam integradas no contrato de serviço. Um sistema de IA que produza a resposta certa não deve ser a única preocupação, os executivos precisam entender porque é efetivo oferecer uma visão de seu raciocínio ao time.

Considerações finais

Vimos durante o artigo que a Inteligência Artificial se aplica a muitas áreas e setores diferentes.

O fato é que apenas poucas empresas já estão usufruindo desta tecnologia para gerar vantagem competitiva, automatizar processos, aumentar eficiência de processos e até por questões de segurança.

Em um futuro bem próximo, a inteligência artificial se tornará a próxima barreira competitiva. Isso significa que as empresas que não investirem nesta tecnologia estarão atrás das demais, correndo sérios riscos de deixarem de existir. Portanto se você possui uma empresa, seja ela de pequeno, médio ou grande porte, você deve começar a pensar agora em como implementar a Inteligência Artificial em seus negócios.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *